Perca 5 kg em uma semana com a Dieta Japonesa – Emagrecer, cardápio, dicas

4.7 (94.12%) 34 votes

Perca 5 kg em uma semana com a Dieta Japonesa

Você está penando para perder aqueles últimos quilinhos? Mesmo com a boca fechada e exercícios a todo vapor na academia os ‘benditos’ quilinhos continuam ali, saltando aos seus olhos? Hum…então, talvez seja a hora de apostar em uma medida mais radical para detonar esses insistentes quilinhos extras que não lhe pertencem… a hora da Dieta Japonesa entrar em ação!

Antes de mais nada, até mesmo de se jogar com tudo nessa dieta super radical, famosa por seus ótimos resultados, vale ter em mente que o ideal é investir em dietas equilibradas, em uma reeducação alimentar, até porque dietas radicais não são para serem seguidas por muito tempo, elas devem servir como um pontapé inicial para uma dieta mais equilibrada, ou mesmo, como nesse caso, para detonar os últimos quilinhos. Dito isso, vamos à ela?

Primeiramente, apesar do nome, e da culinária japonesa ser repleta de alimentos ricos em nutrientes, proporcionando mais saúde e até estimulando a boa forma, a Dieta japonesa que mostraremos agora, e que está super em alta, não é nada saudável, nem mesmo, rica em peixes, arroz e tudo mais. Na verdade, muito pelo contrário, ela está no rol daquelas dietas super restritivas, que deve ser vista apenas como uma dieta de emergência, para dar um choque calórico no organismo e provocar, assim, uma perda de peso muito rápida.

Então, como já foi dito, por ser restritiva, a dieta japonesa promete reduzir de 6 kg a 8 kg em apenas uma semana.  É preciso, no entanto, ter foco e disciplina, ou seja, você não poderá sair da linha. Confira agora como ela funciona e veja se esta dieta faz sentido na sua batalha contra a balança.

Lembrando que dietas muito restritivas como a Dieta japonesa realmente emagrecem, mas além da gordura, podem provocar grande perda de massa muscular e mal estar, portanto, não devem ser seguidas por mais de 7 dias. O ideal é que, após a dieta, seja seguida uma dieta equilibrada, com uma alimentação saudável, não tão restritiva.

Como funciona a Dieta Japonesa

Como funciona a Dieta Japonesa
Conforme dito anteriormente, a dieta japonesa é extremamente restritiva, não há exceções e você deverá seguir o cardápio à risca. E mais, a Dieta Japonesa não permite substituições. Para que os resultados sejam os prometidos, ela não permite adaptações, ou seja, possui fundamentos e é baseada em baixíssima ingestão de calorias.

Por isso, você pode utilizar a dieta japonesa para obter muita perda de peso rapidamente, porém, ela não pode ser mantida por muito tempo devido à carência de muitos alimentos importantes para o pleno funcionamento de nosso corpo.

Ao contrário do que o nome sugere e de que muitas pessoas imaginam, o cardápio da dieta não é baseado nos pratos típicos da cultura japonesa, embora suas refeições contem com frutas, legumes e verduras, o que serve para nutrir seu corpo, além de poder ser consumido sem maior preocupação.

O mais difícil nessa dieta é que ela só permite que você faça três refeições diárias e em pouca quantidade, além de restringe os carboidratos e até proteínas de origem animal.

Para acelerar o metabolismo

Para acelerar o metabolismo
Na Dieta Japonesa o consumo de chás e café é liberado, e isso porque essas bebidas ajudam a reduzir medidas e eliminar toxinas. E mais, esse tipo de bebida ajuda a acelerar o metabolismo, e com ele sempre ativo, todos os sistemas de seu corpo trabalharão com mais eficiência para conquistar o corpo que deseja.

Para desintoxicar

Para desintoxicar
Uma dica que, na verdade, deve ser seguida sempre e, com essa dieta deve ser levada mais a sério ainda, é beber bastante água. Além de chás e café, procurar beber muita água é fundamental para ajudar a desintoxicar o corpo e controlar a fome. O recomendado é beber cerca de 3 litros de água por dia.

Dieta eficaz a baixo custo

Sem dúvida, o argumento de que não poderá seguir a dieta por ela ser cara, não vai colar. E isso porque os alimentos utilizados na Dieta Japonesa são de baixo custo e muito fáceis de encontrar.

Traçar metas

Dieta eficaz a baixo custo
Como acontece com qualquer dieta, é fundamental traçar metas e ter foco e perseverança. Por ser muito restritiva, a dieta japonesa pode proporcionar momentos de desânimo e grande ansiedade. Por outro lado, como os resultados aparecem logo, isso acaba incentivando á perseverar. Por isso, a dica é , se quiser realmente ter sucesso com essa dieta, não esqueça de manter o foco e não desistir.

Não fazer mais que três refeições

Embora algumas dietas preguem a alimentação a cada três horas, na dieta japonesa é fundamental seguir a risca as três alimentações ao dia, nem mais e nem menos, pular, então, é proibido. Seu corpo já estará deficiente em relação à uma alimentação normal, se diminuir irá desequilibrar seu organismo e causar mal estar.

Exercícios físicos

Exercícios físicos

Os exercícios físicos são sempre bem-vindos, e ajudam a intensificar a o processo de perda de peso. Porém, por ser muito restritiva, há chances reais de seu organismo não ter disposição suficiente para enfrentar exercícios físicos.

Por isso, a dieta japonesa não pode ser mantida por um longo tempo, pois a baixa de carboidratos e proteínas pode trazer sérios prejuízos à sua saúde se ultrapassar o período de uma semana. Lembre-se que carboidratos são fundamentais para quem pratica atividades físicas intensas, então, a dica é  procurar manter o corpo em movimento durante a dieta, mas de forma moderada.

Estilo de vida

Como já foi dito anteriormente, a dieta japonesa é muito restritiva, por isso, proporciona resultados rápidos, mas, para continuar emagrecendo, ou mesmo, mantendo a boa forma adquirida, é preciso investir, após a dieta, em uma reeducação alimentar e um novo estilo de vida, para não recuperar tudo o que conseguiu perder. Sabe o efeito sanfona? Então, reconheça que sua alimentação precisa ser saudável durante toda a vida.

Cuidado com as reações

Estilo de vida
E atenção, a Dieta Japonesa emagrece sim, e muito! E isso se deve ao fato de ser bem radical, sendo assim, há chances de seu corpo reagir negativamente à carência de carboidratos. A dica, portanto, é priorizar o seu bem estar e analisar suas reações. Nesse sentido, caso perceba que a alimentação está causando muito mal estar ou excesso de fraqueza, a ponto de sentir vertigens, interrompa imediatamente.

Cardápio

Cardápio

Veja abaixo um modelo de cardápio da dieta japonesa para você poder seguir durante os 7 dias da semana.

Segunda-feira:

Café da manhã
Café ou chá com adoçante;

Almoço
Dois ovos cozidos com sal e verduras;

Jantar
Um bife grande e salada de pepino e alface.

Terça-feira:

Café da manhã
Café ou chá com adoçante e um biscoito água e sal;

Almoço
Verduras e frutas e um bife grande;

Jantar
Apenas presunto à vontade.

Quarta-feira:

Café da manhã
Café ou chá com adoçante e um biscoito água e sal;

Almoço
Dois ovos cozidos, salada e tomate à vontade;

Jantar
Salada de repolho, cenoura e chuchu à vontade.

Quinta-feira:

Café da manhã
Café ou chá com adoçante e um biscoito água e sal;

Almoço
Um ovo cozido, cenoura crua ou cozida à vontade e uma fatia de queijo muzzarela;

Jantar
Salada de fruta à vontade e um iogurte natural.

Sexta-feira:

Café da manhã
Café ou chá com biscoito água e sal;

Almoço
Tomate à vontade e filé de peixe frito;

Jantar
Bife e salada de frutas à vontade.

Sábado:

Café da manhã
Café ou chá com biscoito água e sal;

Almoço
Frango assado a vontade;

Jantar
Dois ovos cozidos com sal.

Domingo:

Café da manhã
Café ou chá com biscoito água e sal;

Almoço
Um bife grande e frutas à vontade;

Jantar
Comer o que quiser dentro desse regime. 

 
alimentos saudáveis

E é isso, e você, o que achou da Dieta Japonesa?

Leave a Reply